Menu Papel POP
cinema

Tivemos coragem de ver “A Morte do Demônio”! Saiba como é o filme…

Como todo mundo viu no vídeo que a gente fez, aqui na redação do Papelpop só tem criancinha com medinho de filme de terror (hahaha!). Ainda bem que existem colaboradores corajosos por aí. Senão a gente não conseguiria contar para vocês como é “A Morte do Demônio”.

A Ingrid Reis foi ontem na cabine para a imprensa conferir o filme disse que morreu de medo. “Escondi o rosto diversas vezes no braço do meu namorado. Não consigo ver partes com muito sangue”, contou.

Confira o que ela achou de “A Morte do Demônio”

Para quem ainda não sabe, “A Morte do Demônio (Evil Dead)” é um remake do clássico filme de 1981, de Sam Raimi. A nova produção vai te fazer morrer de medo caso você não seja um grande fã do gênero terror.

Mas para aqueles que curtem esse tipo de filme não há como se decepcionar. O longa é horripilante! Na trama, cinco amigos ficam presos em uma afastada cabana no meio da floresta quando decidem ajudar Mia (Jane Levy), uma dependente química. A casa é da mãe já falecida de David (Shiloh Fernandez), irmão de Mia…

Tudo está indo muito bem quando a garota sente um cheiro ruim na cabana. Logo todos descobrem que o porão está cheio de animais mortos e, no meio da bagunça, encontram o tal Livro dos Mortos. O que acontece? Eles desperam demônios adormecidos que vivem na floresta. E eles começam a possuir jovem por jovem. Medo, tá?

Ela conta mais! Continue lendo… 

A produção tem muitas cenas bizarras de tão assustadoras, é repleta de efeitos visuais ótimos e MUITO sangue! Muito mesmo! A atuação de alguns atores não é lá grande coisa, mas é preciso bater palmas para Jane Levy, que vive Mia. A atriz interpreta de forma impecável a garota possuída. O ator Shiloh Fernandez, que já fez “A Garota da Capa Vermelha”, também não é nada mal.

Algumas partes do filme são engraçadas e isso serve para diminuir um pouco a tensão que você passa no cinema, mas alguns efeitos fazem exatamente o oposto e acabam aumentando o desespero novamente. Uma loucura!

Mesmo sendo estreante em longas, o diretor uruguaio Fede Alvarez conseguiu trazer para este remake a essência do filme original e ainda dar uma modernizada interessante ao filme. Vale a pena assistir para quem tem estômago. Leve os amigos e alguém que não tem tanto medo para você se esconder e apertar durante as cenas mais tensas.

Ah! Dica! Não corra da sala de cinema antes dos créditos terminarem. O pós-crédito traz uma participação especial! Muahaha! Aqui tem o trailer pra quem tem coragem.

[Colaborou Ingrid Reis]



por Phelipe Cruz em 16/04/2013 18:44

Comentários

Os comentários estão fechados.

Topo